Voltar
Empreendedorismo

Como se preparar para Pitch Sessions: 10 dicas práticas para fazer uma apresentação de alto impacto

Nesta matéria preparamos um guia completo para você fazer discursos mais assertivos e vender suas soluções diante de possíveis investidores e parceiros

Como se preparar para Pitch Sessions: 10 dicas práticas para fazer uma apresentação de alto impacto
Energy Future

Visualize esta cena: você está em uma sala, frente a frente com um grupo de pessoas que admira e que está disposto a te ouvir para saber mais informações sobre o seu projeto/solução. É a oportunidade dos sonhos de fechar aquele contrato que você tanto almeja e nesse momento você tem “a faca e o queijo na mão” – basta apresentar sua ideia e, em poucos minutos, convencer os potenciais investidores/compradores...

Parece simples, mas não é. Apresentar uma ideia de forma objetiva e clara para pessoas estratégicas não é tarefa fácil. A sensação é de “tudo ou nada”, porque em grande parte das vezes significa uma chance única de conseguir o investimento desejado, a parceria, o contrato assinado.

Como não desperdiçar essa oportunidade? 

A principal diferença entre quem consegue o investimento e quem não consegue está justamente na capacidade de fazer um bom pitch.

Pitch é um termo em inglês que significa “tom”. Na prática, refere-se a um discurso objetivo e de curta duração utilizado para vender uma ideia, conquistar e convencer o comprador ou investidor. A duração do pitch varia de acordo com a empresa ou a rodada de negócios, mas normalmente concentra-se entre 3 e 10 minutos. O empreendedor pode fazer uso apenas da fala ou, em determinadas situações, utilizar também apresentações digitais. 

No Energy Future, observamos que um dos grandes desafios dos fornecedores de soluções é o fechamento de negócios e parcerias. Levando em conta essa questão, nós potencializamos a conexão entre fornecedores e consumidores através das Pitch Sessions. No entanto, ao longo da nossa experiência, percebemos que muitos proponentes vêm despreparados e com discurso pouco assertivo, mesmo sabendo que o tempo é limitado e que não há muita margem para erro. 

Criar um pitch irresistível requer planejamento, técnica e treino. Reunimos aqui 10 dicas práticas para você montar a sua apresentação e encantar seus ouvintes:

1. Construa uma linha lógica com começo, meio e fim

O primeiro passo para montar um pitch de sucesso é definir quais as informações você gostaria que as pessoas soubessem. Capriche na estrutura. Apresentar uma ideia é como contar uma história. É através de uma narrativa bem construída que você vai apresentar, de forma sucinta e certeira o seu projeto e os seus objetivos. A maioria dos pitches bem sucedidos usam recursos de storytelling para gerar uma conexão com os ouvintes. Mas lembre-se de que a apresentação deve abordar alguns pontos importantes, como: a motivação para o surgimento da sua ideia (o problema a ser resolvido), o mercado de atuação, a solução proposta, os seus diferenciais e o que você está buscando através do pitch.  

2. Não decore o texto - crie sua apresentação em tópicos 

Uma ideia no papel não tem valor - é preciso que o empreendedor saiba como apresentá-la. Pense, estruture e anote o que será falado em tópicos. Quando escrevemos o texto em um papel e buscamos decorá-lo, abrimos mão da naturalidade durante o discurso. É importante que as pessoas percebam que você realmente tem domínio do assunto e sabe onde quer chegar. Além disso, com o nervosismo da apresentação, é comum esquecermos algumas palavras e o famoso “branco” surge para atrapalhar o desempenho do pitch. Não dependa de palavras “certas”. Coloque no papel apenas a estrutura e as informações centrais que precisam ser abordadas durante a sua fala. 

3. Chame a atenção do seu ouvinte logo no início do pitch

Boas histórias geram conexão. Para criar impacto logo nos primeiros segundos de pitch, tenha uma estratégia “pé na porta”: começar o discurso com um punchline, ou seja, uma frase de efeito, uma pergunta ou uma citação pertinente é interessante para gerar curiosidade e chamar a atenção. Depois de “fisgados”, é preciso continuar envolvendo os ouvintes. O discurso deve ser claro, preciso e o tom da apresentação deve ser simpático. Apresente sua ideia com paixão, fale com energia e entusiasmo. Discursos monótonos dispersam a audiência. 

4. Foque na resolução do problema 

A parte mais importante da sua apresentação deve ser responder à pergunta: qual problema sua solução resolve e como ela faz isso? Para isso, você pode exemplificar com sua experiência, situações de clientes reais e o impacto gerado. É essa proposta de valor apresentada no pitch que vai mostrar que sua solução tem algo de especial. Dependendo do tempo destinado e do perfil do seu produto ou serviço, também pode ser interessante fazer uma demonstração. E claro: garanta que o seu ouvinte entendeu as funcionalidades, benefícios e transformações geradas pela sua solução. 

5. Fuja de vocabulário rebuscado e de muitos jargões técnicos

Um dos principais erros dos proponentes na hora do pitch é tentar falar de forma rebuscada, com muitas expressões formais e jargões técnicos, a fim de passar mais credibilidade e profissionalismo. Isso não funciona e muitas vezes tem efeito contrário. A autoridade vem do potencial da sua ideia e da sua experiência, e não do uso de “palavras difíceis”. Apresente seu background e demais atributos relevantes para mostrar o seu profissionalismo, utilize palavras que fazem parte do vocabulário do seu segmento, mas não traga tanta formalidade para o discurso. Tenha em mente o perfil daqueles que irão te ouvir, demonstre empatia e fale da solução da maneira mais clara possível. Cabe lembrar que você conhece melhor o seu negócio do que as pessoas que estão ouvindo o seu pitch.  

6. Apresente resultados 

Os fatos e os números são ótimos recursos para convencer investidores e compradores. Apresentar resultados concretos ajuda a embasar seus argumentos, elucidar possíveis dúvidas e demonstrar com clareza os impactos da sua solução.  Além disso, a exibição dos dados também confirma que você buscou informações, entende do seu negócio e está preparado para ações futuras. 

7. Não perca o contato visual

O olhar conecta. Desviar os olhos, ficar olhando para baixo ou para as mãos são atitudes que denotam insegurança, despreparo, nervosismo e falta de profissionalismo. Mantenha o olhar para a banca do pitch, mas não fixe em apenas um ouvinte. Um bom truque para manter a calma é olhar para a testa das pessoas ao invés de focar diretamente nos olhos.  

8. Treine (sobretudo para caber no tempo determinado)

É preciso combinar a ideia com a execução. Com a apresentação bem estruturada e em tópicos, é hora de treinar. O pitch deve funcionar como uma conversa objetiva. Por isso, é fundamental que, durante o seu treino você cronometre o tempo. O início, o meio e o fim da sua apresentação têm que caber no tempo solicitado. Caso contrário, ela poderá ser interrompida antes que o seu objetivo seja cumprido. Se possível, reúna um grupo de amigos para ouvir sua apresentação-teste e ao final recolha os seus feedbacks e questione se a mensagem foi bem compreendida. 

9. Conheça muito bem o seu mercado (e os seus concorrentes) 

Conhecer o seu mercado de atuação é premissa básica para um bom pitch. Afinal, na sua apresentação os potenciais investidores/compradores/parceiros vão querer saber quais os benefícios sua solução vai trazer. Nessa hora é importante dizer qual o tamanho total do mercado, apresentar valores monetários e qual a tendência de crescimento esperada. Trazer informações sobre concorrentes também denota maturidade, por isso é bastante relevante fazer uma pesquisa da sua concorrência e apresentar os seus diferenciais em relação a ela.

10. Escute as sugestões no pós-pitch

O pitch ainda não acabou. Aproveite o momento final de perguntas para elevar a discussão para um outro nível. Essa troca de conhecimento com os parceiros, compradores potenciais e investidores é uma ótima oportunidade para clarear alguma informação que possa ter gerado ambiguidade, enfatizar números e ser ainda mais assertivo. Caso surja alguma pergunta para a qual você não tem a resposta, reconheça que não tem a informação naquele instante, anote o questionamento e proponha um segundo momento para trazer a resposta. Ouça as sugestões dos ouvintes e faça as modificações apontadas. 

DICA FINAL: coloque-se no lugar da sua banca e tenha em mente qual o seu objetivo com a apresentação. Lembre-se que o seu negócio estará sendo analisado a partir do seu discurso. 

Com esse guia completo, agora é hora de praticar. Desejamos sucesso nos seus pitches! 

PLATAFORMA DE INOVAÇÃO
Energy Future

Faça parte do Energy Future

Crie sua conta gratuitamente na plataforma de inovação Energy Future. Receba conteúdos do setor, aplique em desafios e conecte-se na nossa marketplace.

Obrigado! Agora conclua seu cadastro na página da plataforma.
Oops! Algo deu errado, tente novamente.