Confira a cobertura do 1° Roadshow Energy Future

Por: Energy Future  |    10/01/2020
Imagem do post undefined

Evento foi realizado nessa quinta-feira (09.11), na Firjan no Rio de Janeiro. Veja os destaques e assista ao vídeo da cobertura.

O Energy Future realizou, na quinta-feira (09.01), no prédio da Firjan na cidade do Rio de Janeiro, a 1° edição do Roadshow Energy Future com a presença de representantes da Firjan, do Instituto SENAI e das concessionárias AES Tietê, Enel, Energisa, Light, e Santo Antônio Energia.

Há pouco menos de um mês para o encerramento das inscrições da maior chamada de P&D e de startups do setor elétrico, o evento levou aos mais de 100 participantes presentes informações sobre o cenário de investimento em inovação no setor elétrico, com destaque para as estratégias das empresas participantes e o esclarecimento de dúvidas sobre o processo da chamada, inscrição e seleção do Energy Future.

Business Development do Energy Future, Apolo Lira, destaca a importância e ineditismo da iniciativa. “O Energy Future é um marco. É a representação da capacidade do setor elétrico para investimento em inovação, e da tendência das concessionárias em juntar forças e se aproximar do universo empreendedor. Representamos essa ponte para fazer essa interlocução. Porque precisamos estar preparados para pensar no futuro e encarar os desafios para desenvolver esse mercado”, afirma Lira.

Assista à cobertura do 1° roadshow Energy Future (clique aqui).

A abertura do evento foi feita pelo diretor da Firjan SENAI, Alexandre dos Reis, que deu as boas-vindas aos participantes e ressaltou o tamanho da iniciativa do Energy Future na disponibilidade de investimentos para o ecossistema de inovação do setor elétrico. Na sequência, Apolo Lira, Business Development do Energy Future, deu um panorama do programa de P&D Aneel e esclareceu dúvidas sobre o funcionamento da chamada.

Com a mediação de Karine Rossi, coordenadora do Instituto SENAI de Tecnologia Ambiental da Firjan, o painel com as concessionárias promoveu o tema “Prospecção tecnológica e Alinhamento estratégico”. Na mesa, estava presente a coordenadora de P&D e Inovação da AES Tietê, Julia Rodrigues; o diretor de inovação da Enel, Bruno Cecchetti; o gerente de tecnologia da Energisa, Alexandre Castro; o coordenador de Pesquisa e Inovação da Light, José Tenório, e o gerente do programa de P&D Santo Antônio Energia, Donorvan Fagundes.

As empresas do setor elétrico destacaram a relevância da iniciativa do Energy future ao promover o trabalho de integração e estreitamento das concessionárias. Além de cada uma ter esclarecido as estratégias de atuação dos investimentos em inovação para P&D e startups.

Para o diretor de Inovação da Enel, Bruno Cecchetti, não é possível tornar o Brasil polo de inovação, sem a parceria das concessionárias e o investimento em inovação. “O grande desafio é a gente empurrar a inovação no país”. “A Enel é uma participante como as demais. E o mais importante que, sendo todas iguais, a gente possa chamar as outras concessionárias também para crescer essa iniciativa, que tem um objetivo de inovação aberta”, afirmou.

O gerente de tecnologia da Energisa, Alexandre Castro, também ressaltou a necessidade de integração das empresas e a aproximação com a comunidade empreendedora. “A gente pretende, sim, diversificar bastante todo esse investimento, todo esse potencial que o setor tem de investir em grandes ideias de pequenas startups”, destacou Castro.

Para o coordenador de Pesquisa e Inovação da Light, José Tenório Light, há muitas oportunidades para empresas que estejam prontas para se inserir no mercado com seus produtos. “A gente quer empresas que estejam não só vivendo de projetos, mas dos resultados dos seus projetos. A gente precisa mudar o mindset, explica.

A coordenadora de P&D e Inovação da AES Tietê, Julia Rodrigues fez o reforço da transformação e melhor distribuição dos investimentos. “Distribuir esses investimento de forma mais igualitária para que a gente possa incentivar também os pequenos empreendedores”, e acrescentou o papel do setor elétrico para o desenvolvimento nacional. “A gente vê essa oportunidade de ser o setor que encabeça, que desenvolve essa cadeia, com responsabilidade nacional de uma verba pública.”

A incorporação de projetos de startups em um chamada pública foi lembrada pelo gerente do programa de P&D da Santo Antônio Energia, Donorvan Fagundes. “A gente quer que a tecnologia vire produto, que seja utilizada não só pelas empresas, mas também pela sociedade”, informa Fagundes. “A iniciativa é muito válida para que tenhamos uma frente voltada às startups.”

Ao final do evento, a coordenadora de desenvolvimento de negócios da Firjan, Tami Vivas, trouxe exemplos de editais abertos pela Firjan para startups que querem desenvolver projetos com a indústria.

O 2º Roadshow do Energy Future será realizado no dia 14/01, às 14h, em Florianópolis na Associação Catarinense de Tecnologia (ACATE).