O DNA Enel: Empresa investe em inovação e sustentabilidade na produção de energia para novos tempos.

Por: Enel  |    24/11/2019
Imagem do post undefined

Maior empresa privada do setor elétrico Brasileiro, ENEL foca na inovação para promover o desenvolvimento sustentável da empresa, tendo em vista os desafios globais.

Com atuação em toda cadeia energética, Enel é a maior empresa privada do setor elétrico nacional e protagonista no desenvolvimento de fontes renováveis no Brasil. Fundada em 1962, a empresa investe em tecnologia para encarar os desafios dos novos tempos.

Da introdução do primeiro medidor inteligente ao papel de líder global na produção de energia renovável, a empresa tem inovação e sustentabilidade como pilares de atuação. Em 2015, a revista americana Fortune, listou a Enel na quinta posição da lista de 50 empresas capazes de mudar o mundo pelo importante papel da companhia na luta contra as mudanças climáticas e impacto social.

Tendo em vista o crescimento da demanda por energia, a empresa foca na produção de energia verde. Atualmente, é líder na geração de energia solar no país em capacidade instalada e portfólio de projetos, operando a maior planta solar do Brasil no Estado do Piauí. Também está como um dos maiores players eólicos do mercado brasileiro.

Alinhada à abordagem de estratégia Open Power, “abertura” na livre tradução, a Enel quer promover o acesso da energia a mais pessoas e às novas tecnologias. Por isso, o grupo coloca sustentabilidade ambiental, social e econômica no centro de sua cultura corporativa.

“Estamos totalmente comprometidos com fontes de energia renovável, tais como usinas hídricas, eólicas, solares, geotérmicas, de biomassa e cogeração. Junto a nossos parceiros, estamos desenvolvendo novas tecnologias ambientalmente amigáveis”, afirma a empresa em suas páginas institucionais. A Enel trabalha atualmente em colaboração com o Pacto Global das Nações Unidas, Clinton Global Initiatives entre outros projetos.

Na visão da empresa, a sustentabilidade é um objetivo a ser alcançado por meio de processos de inovação, sendo a recíproca também verdadeira. “Não há como uma empresa ser sustentável sem inovar continuamente, ao mesmo passo que defendemos que a inovação tenha sempre a sustentabilidade como foco”, declara Enel.

Dessa forma, a empresa esperar garantir seu desenvolvimento associado ao desenvolvimento das comunidades onde opera, seguindo o modelo de criação de valor compartilhado dentro e fora da empresa.

Como a empresa global atua no Brasil

No país, a empresa atua nas áreas de geração, distribuição, transmissão e comercialização, além de soluções em energia. Por meio de quatro distribuidoras, nos estados do Rio de Janeiro, Ceará, Goiás e São Paulo, leva energia para aproximadamente 17 milhões de clientes.

As atividades de geração convencional, distribuição, transmissão, comercialização e soluções de energia estão sob o controle da holding Enel Brasil, sociedade anônima de capital fechado. No mercado de geração de energia renovável, atua por meio da subsidiária Enel Green Power Brasil (EGPB).

"Por meio de quatro distribuidoras, nos estados do Rio de Janeiro, Ceará, Goiás e São Paulo, leva energia para aproximadamente 17 milhões de clientes."

Em geração, além da operação da maior planta solar do Brasil, Nova Olinda, no Estado do Piauí, e importante ator na produção de energia eólica, a empresa também atua em Pequenas Centrais Hidrelétricas (PCH’s) em diversos estados, uma usina hidrelétrica em Goiás e uma usina termoelétrica de ciclo combinado (gás e vapor) no Ceará.

No mercado de comercialização, compra e vende energia convencional e incentivada no Mercado Livre em diferentes estados. Já em transmissão, mantém uma companhia responsável por converter e transmitir energia do Brasil para a Argentina, e vice-versa, sendo ativo estratégico para a integração energética do MERCOSUL.

A Enel também tem importante papel como empresa integradora de soluções inteligentes. Tem promovido a integração dos clientes residenciais e empresariais às novas tecnologias, que estão transformando o setor elétrico tradicional na geração distribuída, automação, armazenamento de energia e mobilidade elétrica, entre outras soluções inovadoras.