Santo Antônio Energia investe em inovação para geração de energia limpa

Por: Santo Antônio  |    26/11/2019
Imagem do post undefined

Empresa tem novas tecnologias e sustentabilidade como estratégias de desenvolvimento.

A sustentabilidade é elemento-chave desde o princípio da obra da hidrelétrica. E a Santo Antônio Energia começou seu trabalho com pleno compromisso de atender às legítimas demandas da comunidade e dos órgãos reguladores. Desde a concepção, o projeto da Hidrelétrica Santo Antônio foi idealizado para obter o máximo aproveitamento do potencial dos recursos hídricos do rio Madeira, com o mínimo impacto socioambiental na região, cuja preservação da biodiversidade é foco permanente.

Após estudos aprofundados, que levaram seis anos para serem concluídos, a resposta foi a utilização da turbina do tipo Bulbo, tecnologia utilizada em diversos países por ser especialmente apropriada para grandes vazões de água, evitando a necessidade de grandes quedas ou a formação de extensos reservatórios.

Essas unidades geradoras oferecem alta eficiência por ficarem completamente submersas e são bastante apropriadas para operarem com variações de vazão, comuns na região Amazônica e, especialmente no rio Madeira, cuja vazão pode oscilar entre 4 mil metros cúbicos na época de seca a 44 mil metros cúbicos no período de chuva.

Em 2008, o projeto básico da Hidrelétrica Santo Antônio foi aprovado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) e sua construção foi iniciada em setembro do mesmo ano, pela Santo Antônio Energia, empresa que venceu a licitação para implantar o empreendimento e operá-lo ao longo da concessão de 35 anos.

"A empresa investiu aproximadamente R$ 2 bilhões em ações de sustentabilidade."

À frente da hidrelétrica, a empresa já investiu cerca de R$ 2 bilhões em ações de sustentabilidade, incluindo os programas socioambientais definidos no Projeto Básico Ambiental, como conservação de peixes, fauna, flora, qualificação da mão de obra, remanejamento da população e saúde pública.

Todas as ações foram aprovadas pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA), órgão responsável pelas licenças de instalação e operação da Hidrelétrica Santo Antônio, e formalizadas por meio de Protocolos de Intenções assinados entre a empresa, a prefeitura de Porto Velho e o governo do Estado de Rondônia.

Programa P&D da Santo Antônio Energia

Com o início das operações da hidrelétrica em 2012, foi submetido à ANEEL o “Plano Estratégico de Investimentos em P&D da Santo Antônio Energia”. Neste plano, a Santo Antônio Energia apresenta diretrizes e linhas de pesquisas. A empresa busca projetos inovadores alinhados aos temas “Operação de Sistemas Elétricos” e “Meio Ambiente”, uma vez que novas tecnologias alinhadas à sustentabilidade são fundamentais para implantação e para operação da hidrelétrica, que funciona em plena Bacia Amazônica.

Além do investimento individual em projetos de P&D, a Santo Antônio também analisa parcerias com demais agentes do setor elétrico, no desenvolvimento de projetos que apresentem interesses e objetivos comuns.